Sobre nossos laços

Reading time ~5 minutes

A saga de acordar três da manhã continua, e em momentos assim é impossível não me recordar do M, uma das certezas que tenho é que uma parte de mim sempre vai amá-lo e sentir falta dele, assim como também ainda amo e sinto falta de cada pessoa que passou pela minha vida, mas também tenho consciência de que cada uma delas não existem mais. Todo mundo se renova diariamente, todos que você e eu já conhecemos estão mortos, porque o acumulo de experiências, reações e do tempo, forjou novas pessoas no lugar, a essencia claro, sempre estará ali… Colocando isso em texto agora, acho que uma parte de mim precisa parar de colecionar fantasmas.

Se minha vida fosse um seriado, provavelmente ontem seria um daqueles episódios especiais de temporada para fechar ou iniciar pequenos novos arcos. Fiz meu exame admissional, e agora tudo que o RH precisa já está na mão deles, segunda preciso ir na empresa buscar minhas ferramentas de trabalho, e em algum momento de hoje preciso reajustar o técnico pra instalar a internet, por motivos de: Os dois compromissos bateram no mesmo horário, mas estou me sentindo muito feliz e realizado com esses novos desafios que aos poucos se desdobram.

A Moto

Esse é um assunto do qual eu não havia escrito ainda.. Meus pais foram viajar para nossa chácara na virada do ano, e minha irmã havia viajado para o nordeste, ficaram na casa deles eu (que ainda estava um bocado doente), e os dois cachorros. Passei a virada do ano, e os primeiros dias do mesmo desta maneira, dormindo, tomando remédio, comendo, e estudando… Áté que em um dos dias meu irmão veio visitar, e após isso acabou de eu não ve-lo muito mais. Até que… Na madrugada de segunda-feira alguém toca o interfone (#CHOQUE), mil coisas passaram na minha cabeça, e a primeira delas foi que alguém passou pela rua, seguida de algumas outras hipoteses Descobri por fim, que era meu irmão, e que a moto dele havia acabado de ser apreendida… Isso foi no dia 04, em resumo, desde lá a burocrácia foi tanta, que só conseguimos remover a mesma do pátio da prefeitura ontem (!!!). Deixo aqui meu troféu de bosta para a plataforma online do Detran, cujo site simplesmente não funciona (beijos também para o poupatempo, cujo mesmo recurso também estava com problemas). Espero no futuro que essas entidades se modernizem, e que o que oferecem online (porque a maior parte do serviços que oferecem agora e dependemos é online) MELHORE, porque no cenário atual, está bem triste.

Como eu dizia, fiz o exame admissional, e quando eu voltei recebi uma ligação do pátio de que a moto enfim estava liberada, depois da saga que foi enviar os documentos, tentar acompanhar, encontrar um caminho de fazer o processo sem ser pelo site, deu até um alívio, faltava apenas uma hora para fechar o local, então corremos para finalizar a retirada, do contrário só poderia ser feita na segunda-feira, e para cada dia que o carro fica parado lá é cobrado uma estadia de cerca de R$70,00 para a moto, isso somaria mais quatro diárias (um absurdo). Mas com ajuda de dois tios, da minha mãe, e paciência (porque demorou para um caramba depois de chegar lá), tudo deu certo. Depois de lá minha família voltou, e seguimos eu e meu irmão sozinhos pro hospital.

Hospital

Odeio hospitais, e principalmente agora que estamos dentro de uma pandemia de Covid-19 gosto de estar neles mais ainda, porque me sinto exposto, tirando as pessoas completamente sem noção alguma com quem acabamos tendo que interagir. Gente que não usa máscara, que não respeita o espaço de distânciamento do outro, entre outras coisas, um poço de stress. Mas foi preciso ir, meu irmão (o da moto) foi picado por uma aranha a alguns poucos dias atrás, e a ferida ficou feia, muito feia, e alastrou pela perna, coçava e dava febre, em resumo, uma coisa horrorosa. Então vamos de pronto-socorro né bb?

Esperamos, ele passou pela triagem da médica e foi dito que ele teria que tomar uma medicação e depois passar por ela novamente (vamos guardar essa informação)… Horas se passam, e seguimos aguardando chamarem para a medicação, até que passou tanto tempo que fui falar com a infermeira e realmente ver se o nome dele estava na fila, porque estava demorando muito, todo mundo que chegou com a gente ja havia saído de la, então ela foi verificar, e qual não foi minha surpresa… A FICHA DELE TINHA SIDO EXTRAVIADA, em resumo: SUMIU! Maravilhoso, não é mesmo? Nossa é sério… Isso nem precisa de muito pra merecer meu mais solene: VAI TOMAR NO CU. Não é primeira vez que isso acontece, e fico realmente indignado como um local que tá tratando sua vida e sua saúde deixa uma coisa dessa acontecer, é O AUGE. Refizeram a ficha e nos passaram com prioridade, cerca de uns 45 minutos depois ele havia tomado a medicação e estávamos saindo do hospital.

Claro que como todo castigo para pobre é pouco, na hora de sair eu precisei ligar para que minha mãe chamasse um uber e voltassemos para a casa dela, mas os roteiristas da minha vida precisavam aprontar a última do dia é claro.

Uber

Como já escrevi muito, em resumo conseguimos pegar um carro para trazer a gente umas oito tentativas depois… O primeiro carro não parou quando nos viu no ponto de partida, acho que viu dois negros (e estava de noite, eu com a mochilinha, e meu irmão de boné com aquela cara de destruído de quem está doente e com dor, mas pudera a gente tava saindo de um hospital), deve ter ficado com medo de ser roubado, e passou reto… Só olhei pro meu irmão e compartilhei com ele uma vontade imensa de morrer, e meu deus, como eu tava cansado, com fome e com frio naquele momento. as outras corridas que se seguiram e deram errado meio que foram falha técnica, porque minha mãe e irmã acabaram se confundindo nas chamadas, e o ponto de partida saida errado, mas no final tudo deu certo e ficou bem e meu irmão um pouco melhor.

No final de tudo, acabou sendo um dia corrido, mas que envolveu grande parte da família, desde o início dele até o final. Me sinto muito grato por ter eles para contar, e por mesmo com trancos e barrancos estarmos juntos.

Clear

Published on March 04, 2021

Clear

Published on March 03, 2021